segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Duarte Gomes Lava Mais Branco

O poleiro da arbitragem deve estar no seu horizonte! Desfaz-se em apoios aos árbitros pese embora as asneirolas que semanalmente aquela cambada protagoniza na LIGA. Benfiquista com cartão de sócio (todos nos recordamos dos lances que apitava a favor do clube da treta) agora intervém por fora no apoio ao seu clube do coração nomeadamente em dois dos vários órgãos oficiosos do clube da treta.
Dudu (para os amigos) escrevinha umas croniquetas na Bolha do freteiro Delgado. Na SIC tanto pode aparecer no TeleJornal a limpar os erros dos árbitros como no apoio ao imbecil do Dia Seguinte. O próximo alvo desta cambada está perfeitamente identificado. Brahimi pois claro. Já ninguém se recorda das palhaçadas e encostos de cabeça de Coentrão aos árbitros quando jogava no clube da treta. Petit, Enzo, Javi Garcia, Matic, os habituais caceteiros do meio-campo sempre foram protegidos pelas arbitragens face aos protestos e jogadas violentas que protagonizavam. O mesmo se passa ainda hoje com Eliseu, Fejsa e Luisão.
A Rádio Renascença mesmo na Sede da padrecada veio dizer que Artur Soares Dias devia ter expulsado Brahimi. Mas dos erros que o árbitro cometeu não falou ele. A cartilha ficou dada para os colegas da roubalheira. Afinal “pertencem” à mesma corja são farinha do mesmo saco. Quem tiver dúvidas passe os olhos pelos e-mails. Chegará o momento que serão os próprios árbitros a fazer rebentar a bolha. Como esses abortos foram paridos por Vítor Pereira e gamam a favor do clube do regime nas classificações do CA terão boas notas e vão chegar ao fim da LIGA empatados!
 
O clube da treta tem o seu domínio espalhado por várias frentes. Na arbitragem nem é bom falar. A música dos cartilhados e jornaleiros prostituídos da SIC, TVI e RTP, BOLHA e RASCORD é o que sabemos. Além disso agora emprestam dinheiro a alguns clubes para salários, ou então, jogadores às paletes que depois não podem alinhar contra eles. Exemplos: Setúbal, Belenenses, Desportivo das Aves, Guimarães, Estoril, Boavista, Rio Ave, Tondela, Feirense, Braga, que depois ficam reféns. Ajudam nas votações para os órgãos desportivos sempre debaixo dos interesses dos lampiões esfarrapam-se todos a jogar contra nós exatamente o contrário de quando defrontam o clube da treta.
Imagem roubada a: O Mister do Café. Os balões são meus
Desenvolvem negócios com o Braga, ultimamente conhecido como Benfica B ou dão prémios aos clubes que empatem ou ganhem ao FC do Porto. Não é verdade jogadores do Vitória de Setúbal? Depois ficam muito ofendidos quando lhes descobrimos a careca com os emails. E segundo consta o melhor ainda está para vir!
 
Até à próxima

domingo, 21 de janeiro de 2018

Classificação das Ligas do Porto com Mística

classificação completa aqui
Treinador da Semana: Parabéns ao bfgomes (Treinador da equipa Indomavel Imortal) que foi quem fez mais pontos na 18.ª Jornada da Liga NOS
cclassificação completa aqui
Treinador da Semana: Parabéns ao JCFX (Treinador da equipa CaciquesFX) que foi quem fez mais pontos na 19.ª Jornada da La Liga 
classificação completa aqui
Treinador da Semana: Parabéns ao Luis Pereira (Treinador da equipa Parrampeiros) que foi quem fez mais pontos na 23.ª Jornada da Premier League

Liga do Blog A Mística Azul e Branca (Liga Record)

classificação completa aqui
Treinador da Semana: Parabéns ao pedromiguelpacheco (Treinador da equipa S. C. Sheriff) que foi quem fez mais pontos na 18.ª Jornada da Liga NOS

sábado, 20 de janeiro de 2018

Eis a liderança isolada (outra vez)

imagem retirada de zerozero
Antes de passar ao jogo propiamente dito, gostaria somente de saber qual a razão pela qual este Clube Desportivo de Tondela orientado por um benfiquista fanático que dá pelo nome de Pepa não tem o mesmo excelente desempenho defensivo que todos vimos hoje no Estádio do Dragão diante do SL Benfica? E que dizer do guardião Cláudio Ramos? Este sempre que defronta o Futebol Clube do Porto faz aquilo que no mundo da bola se designa por “jogo da vida dele”. Coincidências? Não sei, mas esta dupla faceta deste CD Tondela já comeca a ser recorrente e não haverá quem possa afirmar o contrário. Quem o fizer estará, sem sombra de dúvida, a ser maldosamente facioso. Dito isto, passemos então ao jogo em si.

O jogo acabou por ser o esperado. Dito de outra forma; o CD Tondela seguiu à risca o “guião de equipa pequena” e veio ao Dragão apenas com um único propósito: empatar. Se por acaso o golo tondelense surgisse por intermédio de uma jogada de sorte óptimo. Não admirou, portanto, que os portistas tivessem dominado a toda a linha. Mas atenção, não se pense que estou a criticar esta forma de estar da equipa beirã. Cada um joga com as armas que tem ao dispor e o defender - muito - bem é a melhor arma que este CD Tondela tem, daí que este use e abuse da dita. E não tivesse havido aquele erro defensivo que Moussa Marega aproveitou e não sei se estaria aqui a comentar mais uma vitória deste Futebol Clube do Porto de Sérgio Conceição.

O FC Porto de hoje também não pode ser alvo de críticas. Os azuis e brancos tudo fizeram para vencer. Sérgio Conceição quase que estragou tudo lá com as suas nada lógicas substituições. A verdade é que a haver um vencedor hoje, este teria de ser o Futebol Clube do Porto. Se tal não tivesse sucedido não se poderia acusar a equipa portista de não ter dado tudo em campo.

Por tudo isto digo, sem qualquer tipo de hesitação, que o empate a zero teria sido o resultado mais justo. Felizmente os “Deuses da Bola” estiveram do lado dos portistas e os três pontos ficaram no Dragão.

O FC Porto volta a liderar isoladamente a Liga NOS após o triste episódio do Estoril. Episódio que alguns dos Mídias portugueses tentam desvalorizar numa clara e insana tentativa de fazer passar a imagem de que os Dragões querem fazer batota. Felizmente a actual jornada veio demonstrar que a liderança portista é mais do que justa e merecida. Derrotar este CD Tondela na sua máxima força não é algo que todas as equipas do nosso campeonato consigam fazer.

E já agora um aparte; a dupla de centrais Marcano/Felipe é, de longe, a melhor deste FC Porto de Sérgio Conceição. É verdade que Felipe exagera em certos lances, mas por vezes a dureza é um “mal necessário” num central de qualidade. Isto para não falar aqui da qualidade do futebol aéreo do brasileiro e da fantástica capacidade de posicionamento de Marcano. Diego Reyes tem muito que melhorar se quiser tirar o lugar a Felipe ou Marcano.

MVP (Most Valuable Player): Danilo Pereira. O médio internacional português foi hoje a “encarnação” da vontade de vencer do FC Porto. Nos momentos em que a equipa portista parecia apática, eis que surgia Danilo a defender como ninguém e a puxar a equipa para o ataque. Uma excelente exibição a fazer lembrar o grande Danilo dos bons tempos.

Chave do Jogo: Esta apareceu com o golo de Marega. O CD Tondela nunca teve capacidade para dar a volta aquela que viria a ser uma afortunada vitória do FC Porto

Arbitragem: Algumas decisões da equipa liderada por Luís Godinho levaram a grandes protestos no Dragão, mas os lances capitais parecem ser bem ajuizados, ou no mínimo pode ser dado o benefício da dúvida: Osorio não tem intenção no toque com o braço na grande área e há posição irregular no lance do golo anulado aos portistas. Boa arbitragem por parte de Luís Godinho e restante equipa de arbitragem. E já agora, o VAR (Vídeo Árbitro) sempre funciona. Pena que só funcione quando é para decidir a desfavor da equipa portista.

Positivo: Brahimi à Brahimi. Hoje o argelino mostrou aquilo que é capaz de fazer. É verdade que esteve longe de ser brilhante, mas Brahimi correu, fintou, driblou e criou imensas oportunidades de golo que só não foram devidamente aproveitadas por aselhice dos seus colegas de equipa ou por culpa da eficácia defensiva da equipa tondelense.

Negativo: Substituições de Sérgio Conceição. Tira avançado, mete médio para depois voltar a meter um avançado em campo. Mas o que foi isto Sérgio? Substituições “à vontade do freguês”? Felizmente a brincadeira não correu mal, mas contra equipas mais fortes tal pode muito bem vir a ser “a morte do artista”. 
 
Artigo publicado no blog o gato no telhado (19/01/2018)

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Para não perder o topo de vista

Depois de uma atribulada viagem ao Estoril, o regresso a casa para o FC Porto. O Tondela é o adversário, numa altura em que os dragões estão com um jogo a menos do que os rivais e, por essa razão, largaram o topo de forma provisória.

Este próximo mês será, também face a esta conjuntura inesperada, um teste à mentalidade da equipa de Sérgio Conceição, que não quer perder de vista o primeiro posto e o facto de depender apenas de si própria para colocar um ponto final na longa seca e conquistar o campeonato.
 
Dificuldades e dúvidas

O encontro da primeira volta, em Tondela, foi de difícil resolução para os portistas, que encontraram uma equipa de bloco baixo e organização defensiva aguerrida. O encontro no Dragão não deverá ser muito diferente no que toca à abordagem de Pepa, ainda que o técnico tenha garantido uma equipa proativa.

Também tendo em conta os desempenhos de destaque do Tondela em Vila das Aves e Guimarães, adivinha-se que o FC Porto encontre dificuldades na procura de espaços em zonas ofensivas, precisando assim de encontrar soluções.

O problema, do ponto de vista dos portistas, é que essas soluções não são tão vastas assim: Brahimi está de fora, assim como Otávio; Corona atravessa uma fase de pouco fulgor e a aposta em quatro laterais nos primeiros 45 minutos no Estoril não deu certo.

Ouvindo as declarações de Sérgio Conceição, e a admissão de erro do treinador, parece evidente que a aposta no onze não se irá repetir, restando a dúvida sobre quem sairá: Maxi Pereira ou Layún... ou até os dois.

Há ainda mais questões a ter em conta do ponto de vista físico: Marcano e Marega estão limitados, pelo que também no eixo da defesa e no ataque há dúvidas a dissipar.
 
Sem pressão mas com ambição

Em Tondela vivem-se dias de alegria face à campanha da equipa na Liga NOS. O 10º lugar transmite grande tranquilidade e a equipa de Pepa vem de uma série muito auspiciosa, com três jogos sem perder, incluindo vitórias contra Feirense e Vitória SC.

Antes disso houve derrota pesada com o Benfica, é verdade, mas houve também uma visita muito positiva ao terreno do Aves. Pepa está tranquilo, embora consciente da extrema dificuldade do desafio.

Essa boa fase da equipa reforça a ambição de surpreender e conquistar pontos no Dragão, apesar de ausências relevantes no meio-campo.
CLICAR PARA AMPLIAR
Retirado de zerozero

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

O Cantinho das Modalidades

Andebol

- Miguel Martins contribuiu com cinco golos para a vitória expressiva da seleção nacional de andebol sobre o Kosovo (36-22), em jogo disputado na Póvoa de Varzim, relativo à segunda jornada do Grupo 4 da primeira fase de qualificação europeia para o Campeonato do Mundo 2019. O central do FC Porto foi, a par com o sportinguista Pedro Portela, o melhor marcador da equipa portuguesa.​

- A seleção nacional de andebol garantiu o apuramento para o playoff de acesso ao Campeonato do Mundo de 2019,​ depois de ter empatado com a Polónia (27-27). No jogo disputado na Póvoa de Varzim, participaram quatro jogadores do FC Porto: Daymaro Salina, Miguel Martins, Rui Silva e Diogo Branquinho.

Basquetebol

- O FC Porto recebeu e bateu o Benfica (89-81), no Dragão Caixa, em partida a contar para a 15.ª jornada da primeira fase da Liga Portuguesa de Basquetebol. Os azuis e brancos, que seguem na terceira posição da tabela, voltam a entrar em campo no dia 20 de janeiro (sábado), novamente no Dragão Caixa, frente ao Terceira Basket. O encontro, da 16.ª ronda, arranca às 18h30 (Porto Canal).

Hóquei em Patins

- Quatro vitórias em quatro jogos. Foi com este registo que o FC Porto carimbou a presença nos quartos de final da Liga Europeia de hóquei em patins, depois de receber e bater os italiano do Follonica, por 7-4, na 4.ª jornada do grupo B. Confirmado que está o primeiro lugar, os Dragões esperam agora o adversário, que será o segundo classificado do grupo C, constituído por Barcelona, Benfica, Forte dei Marmi e Montreux.

Bilhar

- O FC Porto venceu a formação do Centro Norton de Matos, por 3,5-0,5, na quinta jornada do Campeonato Nacional (zona Norte) de bilhar às três tabelas. Este triunfo marca o regresso às vitórias, depois do empate no salão d´A Portuguesa de Leça, e permite aos portistas regressar ao topo da tabela, em igualdade pontual (13) com a formação da Dragon Force.

Desporto Adaptado

- A equipa de natação adaptada do FC Porto terminou em quarto lugar o IV Troféu das Fogaceiras, que decorreu em Santa Maria da Feira. Os Dragões somaram um total de 328 pontos e não lograram chegar ao pódio, mas obtiveram 47 TAC's (Tempos de Aferição aos Campeonatos) para o Campeonato Nacional de Inverno, que decorrerá a 3 e 4 de Fevereiro, em Vila Franca de Xira.

Natação

- A equipa absoluta do FC Porto foi segunda classificada na edição de 2018 do Troféu Speedo, que decorreu na Piscina de Campanhã. Os Dragões somaram um total de 62 pontos, menos oito do que a equipa vencedora, o Famalicão. A fechar o pódio, na terceira posição, ficou o Fluvial Portuense, com 52 pontos.